FANDOM


Futureworld é um filme americano de ficção científica de 1976, dirigido por Richard T. Heffron e escrito por Mayo Simon e George Schenck. Sendo a sequência de Westworld - Onde Ninguém Tem Alma, o filme se passa após um período de dois anos e retrata as complicações causadas após a reabertura do parque.

Apesar de ser a sequência de Westworld, nenhum dos membros do elenco do filme original aparece além de Yul Brynner, que faz uma rápida aparição. O diretor, escritor e idealizador do primeiro filme, Michael Crichton, também não esteve envolvido.

História

Dois anos após a tragédia que matou ou feriu 145 pessoas, os proprietários da corporação Delos investiram $1,5 bilhão na melhoria da segurança do local e reabriram o parque. O filme começa ao mostrar Ron Thurlow ganhando uma competição em um programa de TV. Além de 50 mil dólares, ele também é premiado com o direito a uma semana no parque, enquanto o apresentador apresenta a variedade de parques temáticos da nova Delos: além do Mundo Romano e do Mundo Medieval, que foram reaproveitados, o Mundo do Spa e o Mundo do Futuro também se tornaram parte das atrações.

Após a reabertura, o repórter de jornal Chuck Browning e a repórter de televisão Tracy Ballard são convidados para fazerem uma inspeção em Delos, o que resultaria em publicidade para o parque. Antes do convite, Chuck recebe um telefonema de um funcionário do resort, Frenchy Duport, que garante saber de uma bomba a respeito da empresa. Os dois marcam um encontro para discutirem sobre o assunto, mas antes que pudessem conversar, Frenchy é baleado pelas costas. O denunciante deixa um envelope para Chuck, e repete o nome "Delos" antes de morrer.

Apesar da insatisfação de Tracy com a companhia, os dois repórteres viajam ao parque. Durante o voo, Chuck tenta entrevistar Sr. Karnovsky, um general soviético, e Sr. Takaguchi, um político japonês. Ambos recusam, o que o deixa frustrado. Ron Thurlow tenta conseguir uma entrevista com a apresentadora, mas é rejeitado. Ao chegarem ao parque, Chuck e Tracy escolhem a estadia no Mundo do Futuro, que simula uma estação espacial em órbita. Lá, foi possível praticar boxe e jogar xadrez com peças holográficas. Sr. Duffy começa a os guiar pelo parque, mostrando que agora o lugar estava seguro e apto para o público.

Ao chegarem na central de controle, Chuck percebe um comportamento estranho vindo dos técnicos e desconfia que eles fossem robôs, acreditando que aquela era a história prometida por Frenchy. O fato é assentido pelo Dr. Schneider, que garante que aquilo evitava que "falhas humanas" como a de dois anos antes fossem cometidas, o que surpreende os repórteres. Ainda incrédulo e mesmo contrariado por Tracy, Chuck insiste para visitar o que restou do Mundo do Oeste, o único dos parques da antiga Delos que não foi reaproveitado. O lugar, agora deserto, parecia estar perfeitamente seguro e não denunciava nada além do acidente.

Ainda no mesmo dia, Chuck e Tracy têm seus jantares dopados. Enquanto eles dormem, uma equipe de cientistas da Delos leva os dois para uma sala onde eles puderam ser clonados. Além deles, Sr. Karnovsky e Sr. Takaguchi também são submetidos aos experimentos. Tracy acorda horas mais tarde, em seu quarto, se lembrando da experiência como um pesadelo traumático. Ela busca consolo num abraço de Chuck, que estava sorrateiramente fugindo para investigar o parque.

Chuck e Tracy decidem explorar as áreas subterrâneas de Delos. Ao mexer nos controles, eles acabam acionando uma máquina que gera três samurais. A dupla é perseguida pelos robôs ao longo das instalações, até que um mecânico chamado Harry os salva. Depois de certa insistência, Harry aceita ser entrevistado por eles e os leva a seus aposentos, onde ele os apresenta a um robô chamado Clark. Os repórteres entrevistam Harry, mas são interrompidos por Dr. Schneider e mandados de volta para seus quartos. Chuck conta a Tracy sobre a dica de Frenchy e mostra o envelope que o homem carregava, cheio de recortes de jornais com fotos de celebridades. Ele explica que todas aquelas pessoas haviam visitado Delos, e pede para que a repórter o ajude novamente. Ela aceita, e os dois se beijam e dormem juntos.

No dia seguinte, Dr. Duffy convida os dois para testarem um serviço de gravação de sonhos que estava sendo desenvolvido no parque. Tracy se submete e sonha com o sequestro e a clonagem que sofreu um dia antes, sendo salva pelo Pistoleiro. Enquanto ela participava da experiência, Chuck sutilmente sai do local e procura Harry. O funcionário o leva para uma porta trancada que ele nunca foi capaz de abrir, apesar dos robôs entrarem por ela rotineiramente. Os dois percebem que o segredo estava nos olhos, que eram lidos por uma máquina ao lado da porta. Eles voltam com Tracy e, após Harry arrancar o rosto de um dos robôs e colocá-lo na máquina, a porta se abre. No interior, eles encontram clones de si mesmos, bem como de Karnovsky e Takaguchi. Chuck percebe que eles estão criando duplicatas de pessoas famosas para trabalharem para Delos, levando em conta a dica de Frenchy.

Chuck, Tracy e Harry decidem pegar o próximo avião e fugir do parque. Os dois primeiros vão para seus quartos para pegar suas coisas, mas são surpreendidos por Duffy, que os esperava lá. Para o desgosto de Chuck, Duffy diz que sabia dos planos e explica que, ao clonar os líderes mundiais, eles poderiam garantir que nada prejudicasse seus interesses de Delos, uma vez que os humanos acabariam por destruir o planeta se não tivessem uma orientação "adequada". Ele e Tracy teriam sido escolhidos para dar uma cobertura favorável ao parque e fazer a população se esquecer do acidente de dois anos atrás. Chuck tenta atacá-lo, mas Duffy reage com uma força monstruosa. Tracy atira nele duas vezes, até que ele cai morto no chão. Chuck, ao perceber que os tiros o danificaram de forma estranha, decide descascar o rosto dele e descobre que Duffy era um robô.

Enquanto isso, Harry se despede de Clark e começa a correr para encontrar os outros dois. Ele se depara com o clone de Chuck, mas não percebe que aquele não era o original. Quando os dois começam a correr juntos, a duplicata o esfaqueia várias vezes na barriga. O verdadeiro Chuck, que estava se aproximando, fica horrorizado ao perceber que Harry havia morrido. Ele é avistado pelo clone, que começa a persegui-lo. Enquanto isso, no Mundo do Oeste, Tracy também encontra sua cópia robótica. A duplicata começa a mostrar que tinha todas as suas lembranças e que sabia exatamente o que Tracy pensava. Tracy percebe que a recíproca era verdadeira e que poderia usar isso ao seu favor, e com isso conseguiu atirar em seu clone antes que ele pudesse reagir.

Chuck continua sendo perseguido por sua duplicata, que o insulta com detalhes sobre sua vida. Eles vão até o Mundo do Futuro, onde Chuck consegue enganá-lo e o derruba de uma grande altura. Ele foge em direção ao aeroporto e quando se encontra com Tracy, Chuck agarra e beija a repórter. Os dois deixam o parque junto de outros convidados, mas Dr. Schneider os intercepta para garantir que aquelas eram as versões duplicadas. Chuck e Tracy agem como se fossem seus próprios clones e dizem que vão escrever críticas positivas sobre Delos, o que faz com que Schneider os permita ir. Quando eles alcançam a saída do resort, o clone ferido de Tracy aparece e revela que o plano havia falhado, tarde demais para que Schneider pudesse reagir. Na ponte de embarque, Chuck diz que seu editor está elaborando a revelação de Delos, e que o mundo inteiro vai saber o que eles estão fazendo.

Elenco

Curiosidades

  • Futureworld foi o primeiro grande longa-metragem a usar imagens geradas por computador (CGI) em 3D.
  • Em 1979, Futureworld se tornou o primeiro filme americano moderno a conseguir ser lançado em todos os cinemas da China comunista.

Links externos